Curiosidades

Realidade Aumentada X Realidade Virtual

Dia após dia, a tecnologia se aproxima do que um dia foi considerado ficção científica. Notamos o seu avanço algumas vezes com naturalidade e outras ainda surpresos com a velocidade em que tudo acontece.

Através da publicidade, games e outros meios, já somos impactados pela Realidade Virtual, Aumentada e Mista. Entenda a diferença entre elas.

Realidade Virtual

Ainda hoje estamos longe de utilizarmos a realidade virtual como conhecemos em obras de ficção. Por definição a realidade virtual é uma tecnologia que, utilizando sua interface, seja capaz de “enganar” os sentidos dos usuários, por meios de estímulos visuais, táteis, sonoros e olfativos para que o usuário acredite estar presente em um ambiente diferente do que está realmente.

Essa tecnologia vem sendo desenvolvida há muitos anos através dos estudos de estereoscopia, ramo do estudo da óptica que estuda a percepção de profundidade em imagens diferentes, mas que se complementam, formando uma ilusão de 3D ou de movimento, mesmo a imagem sendo estática. Hoje a realidade virtual se utiliza de dispositivos HMD (head mounted display), para aplicar essa ilusão em nossos olhos com a utilização de lentes propriamente desenvolvidas para essa finalidade.

Os dispositivos de HMD estão sendo utilizados com maior foco em sua maioria na indústria de jogos e entretenimento, levando os usuários a experimentarem ilusões reais de sistemas virtuais, ou até mesmo “visitando”  outros locais através da tecnologia.

Exemplo de HMD, atualmente existem diversos modelos presentes no mercado disponíveis ao público.

Realidade Aumentada

Diferente da RV (Realidade Virtual), a realidade aumentada trabalha com inserções 3D no mundo real, sendo essas interações mais simples e diretas. As formas de interação podem ser feitas por meios de aparelhos como smartphones ou por displays externos, como um telão de um estádio em que aparecem as estatísticas dos jogadores em tempo real durante uma partida.

Esta tecnologia já está sendo utilizada de maneira mais ampla devido à potência dos smartphones atuais, sendo também muito utilizada no entretenimento.  

Exemplo de uso da realidade aumentada, Pokemon GO.

Realidade mista

Também conhecida como realidade híbrida, a realidade mista combina os mundos virtual e real, podendo interagir em tempo real entre si.

Assim como na realidade aumentada, ela permite que o usuário veja ao mesmo tempo o mundo real e objetos virtuais, permitindo que esses elementos sejam “ancorados” no mundo real, promovendo uma maior interação com o usuário.

Embora esta tecnologia seja mais utilizada na indústria de games, a cada dia ela vem sendo explorada em meios educacionais para promover experiências únicas aos estudantes, que somente a realidade virtual poderia proporcionar, como ver um coração batendo em tempo real com riqueza de detalhes, ou então visitar uma aldeia de um povo que mora isolado a milhares de quilômetros.  

Aplicações no  mercado

Hoje estas tecnologias estão em fase de descoberta e desenvolvimento, sendo que a cada dia a aplicação passa por um novo processo de evolução. Todas as tecnologias mencionadas acima possuem um amplo mercado de aplicação, cada uma com suas limitações: enquanto a realidade virtual depende de equipamentos mais caros e complexos, como óculos, controles e um espaço reservado para que a pessoa possa efetuar uma total imersão dentro daquele mundo criado digitalmente, a realidade aumentada pode ser utilizada sem tantos recursos, porém o processo de imersão é bem mais limitado, causando mais um efeito de interação com objetos virtuais no mundo real.

Já se vê engenheiros criando modelos 3D de prédios e fazendo “tours” com os clientes de maneira virtual usando HMDs; na medicina terapêutica as realidades aumentada e virtual podem ser usadas para a superação de fobias dos pacientes como o medo de voar, usando a realidade virtual para fazer um vôo virtual ou usando  a realidade aumentada para simular uma aranha na mão de um paciente que tenha fobia com este inseto.

Aplicação na educação

Na educação, as realidades aumentada e virtual promovem um maior engajamento do aluno, e por consequência, melhor compreensão e retenção do conteúdo.

Graças a estas tecnologias, um aluno pode realizar uma visita a um local distante do globo, aprendendo mais sobre a cultura e o povo, graças a esta experiência virtual.

Podem estudar, ainda, objetos de maneira interativa, vendo um esqueleto com todas as informações dos ossos e suas composições, ou poder interagir com seres marinhos como tubarões e corais, sem sair da sala de aula, tornando o processo de aprendizagem mais divertido para os alunos e professores

Exemplo de uso de realidade aumentada em sala.

 

 

 

 

 

 

 

Brunno Lacotis

Faz parte do time pedagógico da Colaborativa e é estudante no desenvolvimento de games, apaixonado por tecnologia e fantasia. Os magos do futuro, serão os apaixonados pela tecnologia hoje.

Se interessa por Transformação Digital na área de educação? Baixe aqui o ebook que mostra tendências e oportunidades para as instituições de ensino através da Transformação Digital.

Compartilhe isso...
Share on Facebook
Facebook
Share on LinkedIn
Linkedin

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *